Buscar

Debates em prol de um futuro melhor

Durante a audiência pública promovida pela ARCA AMASERRA no dia 13 de março,

na Câmara Municipal de Brumadinho, foram debatidas temáticas relacionadas com a

recuperação das áreas atingidas e degradadas, a industrialização sustentável, o

turismo, a cultura, a agricultura e os novos negócios com ênfase na sustentabilidade,

além do uso de novas tecnologias na área de mineração e da gestão eficiente da

CFEM (Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais).

Breno Carone, diretor de relações institucionais da ARCA-AMASERRA, falou na

audiência sobre a busca de novas formas de receita para Brumadinho: “Hoje,

organizações sociais, moradores, deputados estaduais, vereadores, integrantes do

Sebrae, do ICLEI, da SKEMA Business School Brasil, da Fundação Dom Cabral, da

UFMG, do Comitê da Bacia Hidrográfica (CBH) do Rio Paraopeba, do IGAM, da OAB,

das secretarias de Meio Ambiente e de Turismo do Estado e das prefeituras do

entorno estão junto aqui. Todos pensando no pós-mineração”.


A Professora da UFMG Maria Rita Muzzi, especialista em recuperação de áreas

degradadas, falou do trabalho de recuperação ambiental desenvolvido em Mariana.

“Temos uma experiência positiva em Mariana, com a recuperação das áreas atingidas

pelos rejeitos. Em cima do rejeito nós plantamos uma floresta. Estamos caminhando

agora para recuperação das áreas agrícolas”, declarou.


O integrante do CBH Paraopeba, Mauro Costa Val, falou sobre o renascimento do rio.

“O Rio Paraopeba, por suas peculiaridades, tem um potencial estupendo para

atividades de turismo e esportes aquáticos. Ainda não explorado, que não recebeu

devidos investimentos. Porém, antes disto, o CBH-Paraopeba tem que se maturar,

empenhar, fortalecer, unir, e efetuar longos anos de articulação institucional, no âmbito

de suas funções institucionais. Visto que a poluição e a contaminação são inimigos do

turismo, da biodiversidade e da saúde e felicidade dos seres humanos.”

E Simone Bottrel, coordenadora da ARCA-AMASERRA, ressaltou: “O Paraopeba pode

ser navegável novamente, e o modal ferroviário em Brumadinho trará os turistas e

visitantes, levando a fruta doce desta região para o mundo. As propostas e ações

iniciadas e expostas na audiência produziram força e esperança para todos os

presentes. Foram muitas novidades. Ao longo deste ano vamos acompanhar tudo e

divulgar nas edições da Folha da ARCA”.

Posts recentes

Ver tudo

O futuro de Brumadinho

Durante a audiência pública promovida pela ARCA AMASERRA no dia 13 de março, na Câmara Municipal de Brumadinho, foram debatidas temáticas relacionadas com a recuperação das áreas atingidas e degradada

Entrevista

Germano Luiz Gomes Vieira, Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais. 1) Como o Estado pretende garantir a segurança da população, considerando as dezenas de

Conheça os serviços prestados pela ARCA-AMASERRA

Execução de reabilitação de matas ciliares e revegetação de áreas degradadas; Mapeamento, manutenção, sinalização e recuperação de trilhas. VISITAS GUIADAS SERRA DA CALÇADA. Caminhadas para equipes de